Domingo, 21 de Janeiro de 2018
ir para a home do blog enviar email ir para página anterior ir para página seguinte
 
 
adicionar aos favoritos | área reservada
  Este é o blog da FialhoFerro, Lda. Saber mais Quem somos Serviços Contactos
 
 
Outubro 2010!

jose-fialho-ferro_lt01011Estamos no mês de Outubro.
      Outubro é um mês que gosto!
      Mês de Aniversário do meu Pai, se fosse ainda vivo.
      Mês de Aniversário do meu Filho. Que felizmente já me deu Netos!
      Mês do Outono,por vezes sisudo,por vezes alegre.
       Prometidos aumentos de custos, de impostos, com o consequente aumento no ar dos nossos bolsos.
       Aqui sim, aumenta o volume!
      Aumentos do desemprego, de encerramento de empresas, de falências, de instabilidade social e criminal, entupimento dos tribunais por aumento de processos de todo o tipo, enfim, o que vai acontecer é a criação de um estado de sentimento saudosista que de todo em todo a maioria do Povo não pretende, mas para onde o estão a empurrar com uma força e violência alimentada pelos interesses de grupos e pessoas..
      E é vê-los, os mesmos de sempre, pós 25 de Abril,na rotatividade de lugares e cargos, qual
carrossel, pisando sempre o mesmo chão, leia-se povo.
      O despudor chegou ao extremo de o Governo,  pedir contensão e os gestores, ou melhor,(os orientados) rirem-se e dizerem que continuarão até ao final do ano a fazerem o mesmo despesismo. Quer nas derrapagens, quer nas festas, quer nas compras de carros novos e afins, e ou nas nomeações de compadrio. È um regabofe.
     Como se fosse difícil ser gestor de empresas publicas monopolistas em que os prejuízos por más gestões, em vez de serem punidos, ainda são premiados com mordomias, depois de cobrirem os
tais ditos com aumentos de taxas e custos para o “Zé” pagar!
      Nós, pouco letrados e que temos o arrojo de ter  pequenas e médias empresas, procurando sempre cumprir o que nos é imposto e sem margem de negociação com os detentores do capital, leia-se a banca, ainda por cima penalizados pelas máquinas de “zelosos” recebedores da coisa publica, é que devíamos ser reconhecidos e salvaguardados dos tubarões. Porque não porem os donos e gestores de empresas que sobrevivem sem a subsidio-dependência a gerir a coisa publica, pondo ao serviço da mesma a experiência que a prática do dia-a-dia lhes tem ensinado e que com
vantagem poderiam transmitir, aos tais ditos cujos, senhores doutores macro-economistas, que são uma classe, “de sempre os mesmos.”
      Bem, parece-nos que para o Outubro, que por razões inicialmente ditas é um mês de que gosto particularmente, já chega de “malhar.”
      Até Novembro!

by José_Ferro

Comentar

Security Code:

 
 
 
 

ir para a home do blog enviar email ir para página anterior ir para página seguinte
copyright 2003-2009 © FialhoFerro - Publicidade, Expositores, Representações, Lda.   | webmaster@fialhoferro.com   | v.2.2.0
blog.fialhoferro.com criado com WordPress, RSS Artigos e RSS Comentários.