Sexta-Feira, 15 de Dezembro de 2017
ir para a home do blog enviar email ir para página anterior ir para página seguinte
 
 
adicionar aos favoritos | área reservada
  Este é o blog da FialhoFerro, Lda. Saber mais Quem somos Serviços Contactos
 
 

Arquivo do mês de Setembro, 2009

Artigo do Mês Setembro Quarta-feira, 16 de Setembro, 2009

artigosetembropvpsite_01

Passatempo do Mês de Setembro Quarta-feira, 16 de Setembro, 2009

pass_setembro1

Festas do Concelho de Sardoal 2009 celebram 478 anos de elevação a Vila. Terça-feira, 15 de Setembro, 2009

joao-tavares_lt01 

São Festas diferentes! Porquê?

Temos dito que as Festas do Concelho de Sardoal são diferentes. Não são melhores que as outras. São…diferentes!…

Eis algumas das boas razões para acreditar nisso:

1ª - Porque celebram uma data histórica de grande importância, ou seja, a elevação do lugar de Sardoal à categoria de Vila, através de Carta Régia, passada por D. João III, em Évora, em 22 de Setembro de 1531;

2ª - Porque se renovam em cada edição, procurando dar resposta a novos gostos e tendências. Para além do Festival Hípico, que já se tornou um evento de referência pelo seu pragmatismo organizativo, este ano, pela primeira vez, as Festas integram uma Prova de Resistência de BTT;

3ª - Porque são pioneiras. De facto, são as mais antigas no norte do Ribatejo e das mais antigas em toda a região. Têm 23 anos. Tiveram início modesto, em 1986, mas depressa evoluíram.
.
4ª - Porque se reclamam herdeiras das antigas e tradicionais Festas de Setembro, realizadas pela Santa Casa da Misericórdia, no Cimo do Convento, em louvor a Santa Maria da Caridade, e que, nessa altura, colocaram o Sardoal no mapa da melhor animação, atraindo milhares de visitantes;

5ª - Porque são Festas abrangentes e têm um objectivo estratégico moderno, assumindo-se como alternativa ao carácter desvirtuado e mercantilista das chamadas Festas de Verão.
Nas Festas de Sardoal mistura-se a vertente de arraial popular com uma oferta artística e sociocultural que corresponde às expectativas dos vários públicos que as frequentam.

6ª - Porque o programa de animação musical é concebido com critérios de diversidade, tentando satisfazer os interesses específicos dos vários escalões etários do público (desde o rock à música clássica, passando pelo fado, folclore e canção ligeira entre outros géneros).

7ª - Porque a generalidade dos espectáculos e acções que integram o programa de animação, têm o seu início à hora marcada, (salvo se algum condicionalismo externo e alheio à organização (como o mau tempo) leve a eventuais alterações);

8ª - Porque é um factor de dinamização endógena, mobilizando para um fim concreto, os agentes económicos em geral, as colectividades e associações, os artistas, os artesãos e grupos de moradores da Vila, os quais participam activamente instalando tasquinhas com gastronomia típica;

9ª - Porque já é um grande cartaz turístico e de divulgação do concelho de Sardoal, permitindo a sua visibilidade na Comunicação Social e potenciando os seus recursos humanos, sociais, económicos, ambientais, culturais e monumentais;

10ª - E porque… As Festas do Sardoal têm “mística”. São usufruídas com afectos à flor da pele. Em cada rua, em cada espaço, em cada tasquinha, em cada recanto, há uma emoção à sua espera. Verifique. Não deixe lá ficar aquela que lhe pertence…
Somos gente hospitaleira (até se diz que no Sardoal ninguém é de fora!) e ficamos orgulhosos de compartilhar com os outros, aquilo que para nós é motivo de franca alegria. Como já escreveu Gil Vicente, em 1527, os lagartos (referindo-se aos habitantes do Sardoal) têm fama de foliões e bailadores.·

by João_Tavares

FUNÇÕES, DOCUMENTOS E DADOS TÉCNICOS DA GESTÃO DA PRODUÇÃO Terça-feira, 15 de Setembro, 2009

 O controlo do fluxo físico, objectivo da gestão da produção, só pode ser conseguido através do controlo do fluxo de informação. A gestão da produção é uma função da empresa em constante comunicação com todas as restantes. Esta comunicação estabelece-se através de relações directas entre as pessoas mas também através de informações e de documentos que suportam dados técnicos.

Os dados técnicos necessários para gerir a produção são de vários tipos:

- dados relativos à descrição do produto e seus componentes, modo de fabricação, os recursos humanos e materiais internos ou externos à empresa (clientes, fornecedores);

- dados necessários ao controlo da actividade de produção, conduzindo aos lançamentos em fabrico, às encomendas a fornecedores, etc. Estes dados evoluem permanentemente de acordo com a actividade da empresa;

- dados resultantes da actividade passada. Podemos assim controlar e analisar esta actividade e afinar os dados armazenados

 Todos estes dados técnicos são fundamentais porque constituem o “Know How” e a memória da empresa. Mesmo uma muito pequena empresa possui dados técnicos, eventualmente não formalizados, e que estão inscritos em cadernos ou na cabeça do patrão e do pessoal.

Se seguirmos cronologicamente a história dum produto encontramos as seguintes funções:

- função Estudos - cuja finalidade é a de conceber produtos novos e melhorar os existentes com vista à sua produção pela empresa;

- função Métodos - que vai permitir a industrialização e se encontra entre a concepção e a realização de produtos;

- função Produção - cujo objectivo é o de fabricar e montar os produtos que a empresa venderá posteriormente;

- função Comercial - que está encarregada da venda dos produtos e da sua distribuição assim como dos aspectos relacionados com o marketing e a previsão de vendas.

Nos próximos artigos serão descritas ao pormenor todas as funções referidas.

Estatísticas do site www.fialhoferro.com Terça-feira, 15 de Setembro, 2009

 Após a análise das estatísticas do site www.fialhoferro.com referente ao mês de Agosto, podemos verificar que teve cerca de 605 visitas. O site foi mais visto nos dias 22 e 25 de Agosto com 97 e 85 visitas respectivamente . Podemos ainda verificar que continua a ser mais visitado no horário laboral, especialmenteentre as 10h e as 12h e entre as 15h e as 18h. 77,8% das páginas foram vistas inserindo directamente o endereço www.fialhoferro.com no brower, 20,5% através de motores de busca e 1,5% através de outras páginas web (excepto motores de busca). As entradas no site da “Fialho Ferro, Lda” feitas através de motores de pesquisa utilizaram, na maioria das vezes as expressões: “fialho ferro” (45,7%), “expositores” (19,3%), “fialho e ferro” (9,4%) e “fialho ferro lda” (4,8%). Do total de páginas visitadas, 22323 foram vistas em Portugal, 641 na Grã-Bretanha e 89 na restante União Europeia. O site teve ainda visitas de Brasil, Canadá, Russia …

Feijão com óleo de palma Terça-feira, 15 de Setembro, 2009

1221122d-c4c8-4ff3-acb4-a962969504651

 

 

 

Para 6 a 8 pessoas
1 kg de feijão encarnado
água
sal
2 dl de óleo de palma
 
Para a farofa:
40 g de Vaqueiro
150 g de sêmola de mandioca (farinha de pau)

 Preparação:
Cubra o feijão com água e deixe de molho de um dia para o outro. 
Escorra a água, o feijão em água corrente e deite-o numa panela. Cubra-o completamente com água, tempere com sal e leve ao lume. Deixe cozinhar, tapado e sobre lume moderado durante cerca de 1 hora ou até o feijão estar macio. Adicione o óleo de palma e deixe ferver sobre lume muito brando mais 15 a 20 minutos, mexendo de vez em quando.
Entretanto, derreta a Vaqueiro numa frigideira larga antiaderente. Adicione a sêmola de mandioca e deixe cozinhar mexendo sempre até ficar dourada.
Sirva o feijão salpicado com a farofa.

Versão rápida:

 para abreviar o tempo de preparação, coza o feijão na panela de pressão durante cerca de 40 minutos.
Versão relâmpago: Abra duas latas grandes de feijão cozido para um tacho, leve ao lume e quando começar a ferver junte o óleo de palma e deixe apurar.

 

Sugestão de Joana_Silva 

 

Setembro Terça-feira, 15 de Setembro, 2009

  jose-fialho-ferro_lt0101  

     Este mês chegamos mais tarde.
As férias, (de quem as teve), o trabalho, (felizmente não nos tem faltado), a falta de vontade, (que por vezes é muita), levaram entre outras coisas a só hoje nos dispormos a alinhavar estas linhas.
Dizíamos no passado mês de Agosto que em Setembro voltaríamos a manifestar o nosso pensamento em relação ao sistema em que vivemos.
Na verdade neste mês em que somos chamados a cumprir o nosso direito e dever cívico, em que podemos transmitir,( embora respeitando o secretismo), as nossas ideias e sentir, temos assistido ao velho “circo” das criticas, demagogias, acusações, virtudes de obras feitas, etc etc. e ideias novas, projectos de alteração a um sistema que começa a ficar caduco, mas que continua a servir a quem dele se serve e aproveita, não ouvimos ou lemos nada. Continuamos convictos que vá quem for, ou fique quem está, nada vai ser alterado. No entanto temos as nossas ideias e convicções e sabemos a quem é que pensamos não interessar entregar o leme deste navio.
È necessário rever e alterar o sistema de justiça deste País e meter na prisão quem lá deve estar, não proteger o criminoso e condenar, nem que seja pelos incómodos, as vitimas. Que o SNS continue cada vez mais a ser serviço nacional de saúde, tendencialmente gratuito. A educação e ensino sejam públicos e de qualidade. A Segurança Social seja justa e solidaria sem alimentar as incompetências, (são muitas), de quem dela se serve, qual “chico-espertisse” que engana e prejudica todos.
Que as Novas Oportunidades sejam realmente novas e a todos possa interessar.
Enfim, um enumerado de “coisas” que de tão badaladas e não escutadas, continuam estafadas e quais autistas, (que os que são me perdoem), vão fazendo orelhas moucas e qual” mocidade portuguesa” do outro tempo, felizmente passado e não desejado o retorno, vão cantando e rindo por continuarem a enganar o “ZÉ Pagode”, sentindo-se acima de tudo e todos.
E qual triste realidade, que quem mais faz menos merece, nós teimosamente vamos continuando a ter voz e pensamentos próprios, mesmo sabendo que estamos a ser alvo de baterias de invejosos e incompetentes.
Mas o tempo e o azeite tudo trazem ao de cima e então, sem nenhuma alegria, mas com a satisfação de sabermos que deixamos raízes de princípios e ética no sentir, no estar e no fazer.
Esta é a mensagem na empresa, nos filhos e nos netos!

by José_Ferro

Marketing no dia-a-dia Terça-feira, 15 de Setembro, 2009

 Existem alturas em que o excesso de sensibilidade nos afecta o corpo e o espirito. O desafio é não deixar que isso aconteça. É por isso que considero o marketing um desafio. Vou partilhar uma história que me faz ver o marketing como algo muito aliciante:
“Mais um dia de trânsito na 2ªcircular. Volto de Lisboa a trabalho, com a ansiedade habitual por chegar a casa (ou à empresa) e encontro imensas filas à minha espera. Para ajudar, ainda tenho que pôr gasóleo! Transtornos acumulados. Fiquei logo contrariada!
-Porque é que não pus de manhã ou à hora de almoço?!
Enfim! Tive realmente que parar para pôr gasóleo numa área de serviço com imensa gente. Enquanto estava na fila para pagar, aborrecida, começo a prestar atenção a um dos empregados, entusiasmado a atender cada cliente, fazendo sorrir todos os que lá passavam. Eu não fui excepção!
Quando chega a minha vez, aproximo-me e ele diz algo do género - “-Linda menina o que deseja deste nosso estabelecimento magnifico? Foram tantos gracejos, com entusiasmo, simpatia e prontidão que inevitavelmente comecei a sorrir.
Não resisti em perguntar como conseguia ser tão bem-disposto, com tanta gente para atender e (alguns bem mal-dispostos pelo tempo que já estavam à espera)? Ele explicou - “ - faz parte da politica da empresa e da minha politica pessoal. Ao tratar os clientes desta forma agrado os clientes e ao mesmo tempo incentivo os meu colegas a agirem da mesma forma. Esta bomba tem clientes que admitem cá por ser a “minha bomba” ” Terminou desejando-me: -”Uma excelente semana para si!”
Saí dali maravilhada! O que ia ser para mim um transtorno tornou-se num momento agradável, graças à prestação de um funcionário.
É aqui que o marketing defende que temos que maravilhar o cliente. O marketing é a análise de tudo o que vemos diariamente, aqui e ali. Por isto é que para mim o marketing é muito aliciante.

by Andreia_Branco

Vencedor passatempo mês Agosto Quinta-feira, 3 de Setembro, 2009

vencedoragosto

 
 
 
 
 
 

ir para a home do blog enviar email ir para página anterior ir para página seguinte
copyright 2003-2009 © FialhoFerro - Publicidade, Expositores, Representações, Lda.   | webmaster@fialhoferro.com   | v.2.2.0
blog.fialhoferro.com criado com WordPress, RSS Artigos e RSS Comentários.