Sexta-Feira, 15 de Dezembro de 2017
ir para a home do blog enviar email ir para página anterior ir para página seguinte
 
 
adicionar aos favoritos | área reservada
  Este é o blog da FialhoFerro, Lda. Saber mais Quem somos Serviços Contactos
 
 

Arquivo do mês de Julho, 2009

COMÉDIA Terça-feira, 14 de Julho, 2009

Uma mulher estava a jogar golfe e atirou a bola para o meio do bosque…
Enquanto procurava a bola encontrou um sapo preso numa armadilha.
O sapo disse-lhe:- Se me soltares conceder-te-ei 3 desejos!
A mulher, sem hesitar, libertou o sapo.
Disse o sapo: - Obrigado, mas esqueci-me de mencionar uma condição para te conceder os 3 desejos: Qualquer coisa que pedires, o teu marido receberá 10 vezes mais!
- Ah! Não há problema nenhum… Muito pelo contrário…Eh! Eh! Eh! - Respondeu a mulher
Então ela, começou por pedir como primeiro desejo, o seguinte:
- Quero ser a mulher mais bela do planeta!
- De certeza? Não te esqueças que o teu marido 10 vezes mais… O que fará dele um homem extremamente … Um deus grego de quem as mulheres se apaixonarão! - Avisou o sapo
-Isso não vai fazer mal porque, sendo eu a mais bela do mundo, ele só vai ter olhos para mim! - Disse animada a mulher…
E KAZAM!!! O sapo concedeu-lhe o 1º desejo. Tornou-a na mais bela mulher do mundo…
Para segundo desejo, a mulher pediu: - Quero ser a mulher mais rica do mundo!
- De certeza? Não te esqueças que o teu marido vai ficar vezes mais rico que tu… - Avisou o sapo
- Não faz mal… Porque o que é meu é dele e o que é dele é meu…  - Respondeu a mulher
E KAZAM!!! O sapo concedeu-lhe o segundo desejo. Tornou-a na mulher mais rica do mundo.
Finalmente, chegara a hora do terceiro  desejo…
Diz a Mulher: - Agora quero ter um ataque de coração fraco. Eh! Eh! Eh!
E KAZAM!!! O sapo concedeu-lhe o terceiro desejo.
As mulheres são espertas. Não as subestimes… 
Se és mulher este é o final feliz da história para ti. Por isso, pára por aqui e aproveita o momento..
Se és homem vê só o final da história…
O que aconteceu?
A mulher, apesar de ter pedido um “ataque cardíaco fraco”, não aguentou…
Agora o homem, sem fazer nada… tornou-se o homem mais belo do mundo, o mais rico do mundo e teve um ataque cardíaco DEZ VEZES MAIS FRACO que a mulher e sobreviveu!!
As mulheres pensam que são sempre espertas, mas não é bem assim…
Não faz mal continuar a deixá-las pensar da mesma maneira!!!
PS:
Se és mulher e continuaste a ler a história, isso só prova que vocês nunca ouvem aquilo que lhes dizem!!!
 Esta piada é para que todos os homens soltem uma boa gargalhada e para todas as
mulheres com sentido de humor…

CARTA ABERTA AO SENHOR PRIMEIRO MINISTRO Terça-feira, 14 de Julho, 2009
jose-fialho-ferro_lt0101por José Fialho Ferro

Camarada e amigo Engº José Socrates:
 Habituei-me de à muitos anos a admirar a sua inteligência, capacidade e querer. Todavia, creio sem ofensa, que não soube rodear-se dos melhores na prestação do desempenho de funções para as quais foram designados
 Perguntar-me-á quem são! Ora bem, como dizem as pessoas do norte deste País que se quer de gente de bem. A Segurança Social de Santarém.
 Porquê? Por irresponsabilidade de quem a dirige ou mais ligeiramente por incompetência
 A que propósito?
 Passo a contar.
 Numa época que o Governo, e bem, aposta nas novas tecnologias e informática a Segurança Social de Santarém, “lançando o barro à parede” em Março de 2008 enviou cartas a empresas com ameaça de penhora de bens por dívida à Seg. Social, na maioria dos casos, inexistentes, o nosso caso especifico , que demonstramos por suporte documental que não devíamos e nunca devemos, (não sei até quando pelo estado em que as coisas estão), tendo exigido como era nosso direito e dever de cidadania, um pedido escrito de desculpa, que só passados mais ou menos dois meses nos foi enviado e depois de denuncia publicada em orgão de comunicação social.
 Surpresa das surpresas, em Julho de 2009 continua pendente como divida da nossa empresa custa e juros de mora, mais imposto de selo, de processo de execução fiscal de dividas no valor de 218,52+101,21 euros referentes ao inexistente processo.
 Em que é que ficamos, senhor Primeiro Ministro? É com esta gente que quer continuar a governar. É com estes, ou estas “BOYS” que quer ter a confiança nas Instituições, por parte do cidadão contribuinte e eleitor. É assim que o Pais tem confiança em quem vota?
 É preciso dizer basta e denunciar publicamente, o nosso caso, pese embora sermos de à 35 anos militante do partido que V. Exa lidera e que se sente envergonhado por ter nomeados a dirigir instituições, pessoas autistas e irresponsáveis.
 Sr. Primeiro Ministro, faça uma limpeza na inutilidade de algumas pessoas que o rodeiam e que só se servem a si próprias. Isto não é ser ou servir programaticamente, nem pragmaticamente, o P.S. e o Pais.
 Espero devotadamente que o autismo político possa ser tratado, a bem de Portugal e dos interesses das populações.

Julho- 2009 Terça-feira, 14 de Julho, 2009
jose-fialho-ferro_lt0101por José Fialho Ferro

Este mês de Julho vai obrigar-nos a mais uma vez termos de nos referir ao”famigerado”112.
 Isso mesmo.  O tal número de emergência médica, que de emergência tem o número, ou talvez algo mais  em função dos “técnicos” de serviço em atendimento.
 Mas a que se deve desta vez outra referência ao C.O.D.U.
 Ao mesmo, que um interminável número de cidadãos deste País, se queixam diariamente e que pelos vistos, o autismo de quem decide, muita vez mal, faz com que não dêem ouvidos a quem devem, neste caso os cidadãos e as corporações de Bombeiros, sobretudo de província. Estes é que têm o contacto de proximidade e poderão socorrer com a brevidade que as situações exigem.
 Vem isto a propósito com o que se passou com uma nossa colaboradora, que numa destas noites, de domingo para segunda-feira, por volta da meia-note, estando sozinha em casa com sua mãe, (o pai trabalha por turnos) vê a mãe a sentir-se mal  e com perdas sucessivas dos sentidos (desmaiar). Liga aflita para o 112, (assim a ensinaram) e sentiu uma das maiores desilusões da sua ainda curta vida.
          Quem a atendeu,  pergunta-lhe o que a sua mãe tinha, ao que ela respondeu.
           Dizem-lhe do outro lado da fria linha telefónica : - Não é caso de vida ou de morte, pelo que deve transportar a sua mãe pelos seus próprios meios ou chamar os bombeiros.! 
 Como diria o saudoso Fernando Pessa, -  e esta hem…….!
 –Senhora Ministra da Saúde, por favor trate da saúde a quem tão mal trata quem necessita dos serviços pagos por todos nós e que pelos vistos, só a alguns serve e altere o actual e desadequado funcionamento dos serviços do 112.

MARKETING - Mais valias de ter um website Terça-feira, 14 de Julho, 2009

Por mais pequena que seja uma empresa, o facto de não ter uma presença na internet é quase equivalente a não ter telefone ou fax.
 Ter um site não é apenas uma aposta no futuro mas sim uma forma de se manter competitivo e actual.
 Ter um site permite que informações sobre o produto/serviço entrem em “casa” do cliente sempre que este o pretenda.
 De entre as mais valias  de um website podemos destacar:
Aumento de facturação (quanto mais publicitar os seus produtos, mais clientes terá e consequentemente um aumento de facturação);
Satisfação do cliente (ao ter informação sobre os seus produtos num site estará a investir na satisfação do seu cliente pois, quando este comprar um determinado produto, saberá com o que pode contar por antecipação);
Contactos comerciais (ter um site irá expor a sua empresa no mercado. Quanto mais exposição tiver mais clientes pode angariar);
Marketing (o site da sua empresa é a sua imagem de marca. Poderá utilizá-lo para colocar em prática diversas estratégias de marketing).

por Andreia Branco

Métodos de gestão de projectos - MÉTODO DE PERT Terça-feira, 14 de Julho, 2009
lisetepor Lisete Viegas

O método de PERT é sinónimo de gestão de projectos importantes e de longo prazo. Este método prende-se sobretudo com o evidenciar das ligações existentes entre as diferentes tarefas de um projecto e a definição do caminho crítico. Consideramos caminho crítico o conjunto de operações / tarefas em que não podem ocorrer atrasos.
 Tal como no método de Gantt é necessário definir:
 - o projecto a realizar;
 - as diferentes operações / tarefas a realizar;
 - as durações de cada uma das operações/ tarefas
 - as ligações entre cada uma das operações / tarefas.
 No gráfico de PERT, as etapas de um projecto são representadas por círculos e as operações ou tarefas são representadas por setas. Um PERT possui um único ponto de partida e de chegada. Duas tarefas A e B que se sucedem são representadas por duas setas seguidas uma da outra (exemplo A).

esqa

 Duas tarefas/operações simultâneas são representadas da seguinte forma (exemplo B)

esqb

Duas tarefas A e B convergentes são representadas deste modo (exemplo C)
esqcPor vezes é necessário criar tarefas fictícias X de duração nula, tal como mostra o exemplo Desqd

No exemplo anterior verificamos que A e B são simultâneas, C e D são convergentes, A antecede C, B antecede D, e A antecede D. É por esta última condição que se torna necessário criar a tarefa fictícia de duração nula (X).

 No próximo artigo/mês irei demonstrar com um exemplo concreto o Método de PERT, utilizando o método dos níveis para desenvolver o gráfico de PERT.

Curiosidade Terça-feira, 14 de Julho, 2009

No Dia 7 de Agosto de 2009
às 12 horas 34 minutos e 56 segundos, em 7 de Agosto deste ano, a data
e a hora serão
12:34:56 07/08/09
1 2 3 4 5 6 7 8 9
Isto nunca vai acontecer de novo na Tua vida!!!!

Estou triste! Terça-feira, 14 de Julho, 2009
jose-fialho-ferro_lt0101por José Fialho Ferro

28 de Junho de 2009.
 Chove intensamente como se estivéssemos no Outono. O dia está triste. Eu estou triste como o dia. Na cama, o Gorby está em estado terminal.
 Ele, coitado, que não chorava, nem gemia, quando esteve doente algumas vezes, agora custa ouvi-lo.
 O Gorby é e sempre foi um resistente mesmo agora com 17 anos já feitos. Resiste ao sofrimento e à morte.
 Nós sofremos com ele.
 Nasceu a 25 de Abril de 1992. Um cachorrinho preto, pelo enrolado, orelhas caídas como todos os caniches, que se queria minorca, mas era caniche anão
 Eu não queria ter mais um cão, depois de ter sentido a perda de outros. Como se me quisesse furtar ao sentimento actual, pelo sofrimento e certeza da perda do Gorby,
 . Um cãosinho amoroso.
 Revi fotografias do Gorby com a Claudia e o Alfredo na praia. Vejo-o com a medalinha ao peito a saltitar de contentamento. Ouço a Maria Inês a conversar com ele como se de uma criança se tratasse e ele, o Gorby escutava e parecia responder compreendendo tudo quanto se lhe dizia e fazendo o que se lhe pedia.
 Estou triste e choroso. Estou triste. Vou ter de enterrar o Gorby. Algo de mim também vai partir quando tiver de entregar o Gorby à terra.
 Diariamente, antes de sair de casa, ao entrar, durante a noite ao descer à cozinha,, para fazer alguma coisa, ou não, serve de pretexto,( a cama do Gorby está na copa) a primeira coisa a fazer é ir espreitar para ver se o Gorby mexe, respira e está bem. De mansinho, sem barulho para não o acordar se estiver a dormir. esquecendo que ele, o Gorby, está cego, mouco, com artrites e só o olfacto ainda o orienta     Todavia uma duvida permanece. Terá o Gorby sido um animal feliz?
 Penso que sim. Todos nós gostávamos dele, “falávamos” com ele, brincávamos, preocupávamos, acompanhava-nos quando saiamos e ficava em casa, guardando-a como se de um animal feroz se tratasse, saltitando de contentamento e alegria sempre que chegávamos.como uma criança à espera de uma festa ou brinquedo, que tinha e muitos. O que mais gostou, recordo-me bem, foi de umas bola pequena
 Estou triste e vou continuar a ficar triste, mesmo sabendo que a vida tem de continuar e que voltarei a sorrir, mesmo tendo sempre presente a lembrança do Gorby.
 Deixou de chover e eu continuo triste!

Sneakernet Terça-feira, 14 de Julho, 2009

sneakersAs empresas no início dos anos 80 investiram em computadores como dispositivos autónomos
que ás vezes vinham acompanhados de impressoras.
Quando os trabalhadores que não tinham impressoras queriam imprimir documentos, tinham que copiar seus arquivos em disquetes (hoje usa-se pen’s usb), levá-los até ao seu colega de trabalho, copiar o(s) trabalho(s) para o PC do colega e então fazer a impressão.
Esta versão bastante rústica de rede mas ainda usada hoje em dia tornou-se conhecida com “Sneakernet”.

Azevias de atum com tomate e azeitonas Terça-feira, 14 de Julho, 2009

azeviasIngredientes para 6 a 8 pessoas
Para a massa:
220 g de farinha
1 dl de água
sal
1 casca de limão
30 g de margarina

Para o recheio:
40 g de Vaqueiro Refogado
1 lata pequena de atum
50 g de azeitonas pretas em rodelas
4 colheres de sopa de molho de tomate com cogumelos
tomilho
pimenta de moinho
óleo

Deite a Vaqueiro Refogado num tacho e leve ao lume. Escorra o atum, desfaça-o em lasca e junte-o à Vaqueiro derretida. Adicione as azeitonas em rodelas, bem escorridas e o molho de tomate. Misture bem, perfume com um pouco de tomilho, fresco ou seco, e pimenta moída na altura. Deixe cozinhar sobre lume brando, mexendo de vez em quando até o preparado estar espesso. Mude para uma tigela e deixe
arrefecer enquanto prepara a massa.
Deite a farinha numa tigela e abra uma cavidade no centro. Tempere a água com uma pitada de sal e leve a ferver com uma casca de limão e a Vaqueiro. Deite sobre a farinha e mexa rapidamente com uma colher de pau até conseguir moldar em bola.
Mude a massa para a bancada e amasse com as mãos até estar lisa e macia. Cubra com uma tigela seca, mas previamente escaldada em água quente e deixe descansar cerca de 20 minutos.
Estenda pedaços de massa sobre a bancada enfarinhada com a ajuda do rolo da massa. Distribua o recheio em montinhos, dobre a massa sobre o recheio e corte os pastéis em meios círculos com um corta bolachas.
Leve a aquecer uma fritadeira com óleo Vaqueiro. Introduza 2 a 3 pastéis de cada vez no óleo quente. Vá deitando colheradas de óleo quente sobre os pastéis para que empolem. Escorra sobre papel absorvente.
Sirva acompanhados com salada e arroz de alho.

uma sugestão de Joana Silva

25 ANOS DE ALTERNATIVA DE RUI SALVADOR Terça-feira, 14 de Julho, 2009
jorge-freitas_lt01por Jorge Freitas

A “XI Grande Corrida TVI” realiza-se quinta-feira, dia 9 de Julho, no Campo Pequeno e nela o cavaleiro imgRui Salvador será homenageado pelas “Bodas de Prata da sua alternativa”.
 Atingir um quarto de século de actividade ininterrupta como cavaleiro de alternativa, é um facto só por si de assinalar, mas assume maior relevo por se tratar de 25 temporadas como primeira figura.
 Rui Salvador começou muito jovem, com apenas 11 anos, no já longínquo ano de 1976, na Barquinha. Estreou-se no Campo Pequeno no Carnaval de 1977, ano que fica também marcado pela sua estreia internacional, como cavaleiro amador, na cidade francesa de Nîmes, a 3 de Setembro, saldando-se essa actuação por uma triunfal saída em ombros.
Culminando uma triunfal carreira como amador, surgiu a 19 de Abril de 1981, em Tomar, a prova para cavaleiro praticante e três anos depois (9 de Agosto de 1984) abre-se o cenário do Campo Pequeno para a cerimónia de alternativa, enquadrada por duas figuras de época: José Mestre Batista (Padrinho) e João Moura (Testemunha). Completaram o cartel os forcados amadores de Montemor e de Lisboa, com toiros de João Moura. Apontado como uma das maiores esperanças do toureio a cavalo, hoje em dia alcançou, por mérito próprio, um lugar cimeiro no panorama equestre-tauromáquico português. Cavaleiro versátil, entrega-se de alma e coração em cada lide. Nos primeiros anos de carreira fazia levantar os espectadores das bancadas com os seus fulgurantes ferros curtos a quiebro. Actualmente, o seu toureio ganhou uma feição mais templada, mas a garra, a determinação e a ânsia de superação em cada ferro, permanecem inalteradas. Determinação e querer são duas das palavras que melhor definem a forma de estar na arena deste Arquitecto que, desde menino, assumiu a sua paixão pelo toureio a cavalo.

Boa Sorte Terça-feira, 14 de Julho, 2009

patricia

 por Patricia Carvalho

No trabalho, como na vida, existem muitos dias de sacrifício, existem muitos dias maus e alguns que vêem para nos consolar, um pouco melhores, ou porque alcançamos objectivos, ou porque simplesmente estávamos bem-dispostos sem saber apontar uma razão para tal.
 Mas, mais perto da partida tudo fica mais claro.
 E é por isso que, e dirigindo-me a todos os trabalhadores da Fialho Ferro, gostaria de aproveitar esta ocasião de puro acaso, que faz coincidir o mês da minha partida com o mês de escrever para o nosso boletim, de deixar a minha sincera homenagem.
 Mesmo que durante a exigência do dia não nos apercebamos disso, todo o nosso empenho e dedicação têm como objectivo reunir as condições necessárias para que possamos preservar aquilo que mais amamos e por isso, todos os dias valem a pena.
 Mas vocês já devem saber disso, só me estava a certificar que não se tinham esquecido.
 Se formos a ver, trabalhar nem é um sacrifício, não nos obriga a renunciar àquilo que nos é precioso, trabalhamos por nós e pelos nossos. E tem de ser esta a motivação pela qual as pessoas se organizam e cooperam umas com as outras todos os dias, não pode haver outra, sem que para isso os dias se tornem penosos.
Da minha parte agradeço os sorrisos e a porta aberta.
Agradeço as oportunidades que me deram para mostrar o meu trabalho e para aprender. Aprendi sempre, todos os dias, e por isso sei que valeram a pena.
Vou, na esperança de aprender mais, com a vida, que é ela que nos transforma e que nos dá sabedoria e serenidade.

Vou, à procura da minha serenidade.
Um bem haja a todos e boa sorte.

5% desconto em Livros escolares Segunda-feira, 13 de Julho, 2009

logo-ponte_do_raro22

 

 

Livros Escolares

5% desconto

 +

Oferta de uma Agenda do Estudante 2009/10, no valor de 4.99€ ,

aos alunos do 2º Ciclo, 3º Ciclo e Secundário

.

Artigo de Promoção de Verão Quarta-feira, 8 de Julho, 2009

artigojulhovendadirectasite

Passatempo de Julho Terça-feira, 7 de Julho, 2009

passatempomesjulho

 - Para participar basta deixar um comentário neste post com a sua frase.

- Participa até dia 31 de Agosto

Vencedor passatempo mês Junho Sexta-feira, 3 de Julho, 2009

vencedor

 
 
 
 
 
 

ir para a home do blog enviar email ir para página anterior ir para página seguinte
copyright 2003-2009 © FialhoFerro - Publicidade, Expositores, Representações, Lda.   | webmaster@fialhoferro.com   | v.2.2.0
blog.fialhoferro.com criado com WordPress, RSS Artigos e RSS Comentários.